AINDA NÃO FOI DESSA VEZ QUE CRISTIANE VIROU MINISTRA DO TRABALHO

AINDA NÃO FOI DESSA VEZ QUE CRISTIANE VIROU MINISTRA DO TRABALHO
FILHA DE CONDENADO NO MENSALÃO CONTINUA IMPEDIDA DE TOMAR POSSE !

quinta-feira, 31 de março de 2016

CRÉDITO CONSIGNADO AGORA É GARANTIDO POR RECURSOS DO FGTS

MEDIDA DEVE CONTRIBUIR PARA REDUZIR JUROS E FACILITAR CRÉDITO AOS TRABALHADORES DA INICIATIVA PRIVADA.


Publicada MP que regulamenta uso do FGTS como garantia para consignados
Março /2016 
Brasília - 
Da Agência Brasil

O Diário Oficial da União publicou hoje (30) a medida provisória que permite aos trabalhadores do setor privado contratarem crédito consignado utilizando até 10% do saldo do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) como garantia e até 100% do valor da multa rescisória, no caso de dispensa sem justa causa.

De acordo com o texto da Medida Provisória 719, o Conselho Curador do FGTS vai definir o número máximo de parcelas e a taxa máxima mensal de juros a ser cobrada pelos bancos.

A medida foi anunciada pelo governo no fim de janeiro, quando o Ministério da Fazenda destacou que sua aprovação era importante para conter o endividamento dos trabalhadores do setor privado.

Em nota divulgada hoje, o ministério destaca que a iniciativa é para ampliar os empréstimos consignados aos trabalhadores do setor privado já que, atualmente, esta modalidade tem se restringido quase que exclusivamente aos servidores públicos e pensionistas do INSS. O ministério estima que a medida pode viabilizar operações que totalizem até R$17 bilhões.

Edição: Denise Griesinger

Um comentário:

  1. Realmente é uma medida que era urgente, frente ao enorme endividamento no cartão de crédito e cheque especial. Reeducação financeira também é importante, mas muitas vezes subvalorizada.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO !!!! REDOBREM O CUIDADO COM O QUE ESCREVEM E COM OS TERMOS QUE USAM. O BLOG É LUGAR DE TROCAR OPINIÕES E NÃO DE TROCA DE OFENSAS. Deixe seu comentário na certeza de que sua opinião é muito importante. Ressalvamos o nosso direito de deletar conteúdos debochados, rasteiros, com pregação de ódio, ilegalidades, ofensivos ou injuriosos. A responsabilidade pelo que escreve é do autor do comentário, que poderá ser identificado com ordem judicial pelo IP.

ACERVO SOU SERVIDOR