DEZEMBRO / 2017 - 19 MILHÕES DE PÁGINAS VISTAS - OBRIGADO PELA COMPANHIA

DEZEMBRO / 2017 - 19 MILHÕES DE PÁGINAS VISTAS - OBRIGADO PELA COMPANHIA
NOSSA DIGITAL É A DEFESA DE QUEM TRABALHA E TRABALHOU !

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

ATRASO DE SALÁRIO - POLÍCIA CIVIL DO RIO DE JANEIRO PENSA EM PARAR

É GRAVE A CRISE DOS SALÁRIOS - POLICIAIS CIVIS SE REÚNEM NA TERÇA FEIRA DIA 08 DE DEZEMBRO E PODEM DECRETAR UMA PARALISAÇÃO DE 24 HORAS

A INSATISFAÇÃO dos SERVIDORES do Estado do Rio de Janeiro é grande. Os policiais civis devem fazer uma reunirão, na terça-feira dia 08 de dezembro, na sede do Sindicato dos Policiais Civis do Estado, onde pode ser aprovada uma PARALISAÇÃO DE ALERTA por 24 horas.

A mobilização é uma forma de demonstrar a insatisfação da categoria com o parcelamento dos salários no estado e quanto à incerteza, sobre o pagamento da segunda parcela do 13º. salário.

Vamos acompanhar.

Um comentário:

  1. A administração pública adotou uma prática muito eficiente de controle de massas, é "a técnica de dividir para controlar", muito usada nos regimes totalitários. Por aqui, Usam os coronéis da PM para chefiar vários órgãos do estado, ganhando gratificações exorbitantes em detrimento aos profissionais ora concursados para esse órgão. Esses coronéis, servem aos caprichos dos governantes e, ganham muitíssimo bem para tal, não querendo largar a mamata, pressionando contra mudanças e melhorias onerando a folha do estado, sendo que temos muitos funcionários de carreira competentes que deveriam estar no comando e são impedidos por questões políticas. Só vamos ter um desfecho favorável aos trabalhadores empregados pelo estado quando toda a classe de servidores pararem ao mesmo tempo, mas pelo visto, os servidores da PM devem estar muitíssimo satisfeitos com a administração pública, pois estes, jogam bombas e atiram com munição de 'impacto controlado' nos próprios colegas servidores, que lutam por direitos e quando conquistados, servirão para beneficiar os mesmos PMs que lhes agrediram em suas manifestações, Vários órgãos estão divididos, A SEEDUC, a Polícia Civil, a SEAP entre outros, onde a certos cargos administrativos -com excesso de pessoal- é concedido gratificações e benesses em detrimento à outros que trabalham na atividade fim do órgão com deficiência de pessoal. A SEAP, por exemplo, no prédio da Central do Brasil tem funcionários -com gratificações- 'batendo cabeça' enquanto que no presidio Vicente Piragibe a turma de serviço é composta entre dez e doze funcionários por plantão para custodiar cerca de 3.200 vagabundos, isso mesmo, três mil e duzentos vagabundos. Temos que ter uma paralisação geral, somente assim essa corja vai olhar com respeito para os trabalhadores e a população do estado. E, urgentemente PRENDAM O PICCIANI.

    ResponderExcluir

ATENÇÃO !!!! REDOBREM O CUIDADO COM O QUE ESCREVEM E COM OS TERMOS QUE USAM. O BLOG É LUGAR DE TROCAR OPINIÕES E NÃO DE TROCA DE OFENSAS. Deixe seu comentário na certeza de que sua opinião é muito importante. Ressalvamos o nosso direito de deletar conteúdos debochados, rasteiros, com pregação de ódio, ilegalidades, ofensivos ou injuriosos. A responsabilidade pelo que escreve é do autor do comentário, que poderá ser identificado com ordem judicial pelo IP.

ACERVO SOU SERVIDOR

CONEXÃO NOTÍCIAS

CONEXÃO NOTÍCIAS
O SERVIDOR / TRABALHADOR BEM INFORMADO - CLIQUE NA IMAGEM