OBRIGADO POR SUA COMPANHIA

OBRIGADO POR SUA COMPANHIA
JUNTOS, EM DEFESA DO TRABALHADOR / SERVIDOR DO BRASIL

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Salário mínimo em janeiro deveria ser de R$ 3.811,29, segundo Dieese



Em janeiro, o salário mínimo ideal para sustentar uma família de quatro pessoas deveria ser de R$ 3.811,29. O valor é 4,07 vezes o salário em vigor no mês passado, de R$ 937. A estimativa é do Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) e foi divulgada nesta segunda-feira (6). 

O departamento divulga mensalmente uma estimativa de quanto deveria ser o salário mínimo para atender as necessidades básicas do trabalhador e de sua família, como estabelecido na Constituição: moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e Previdência Social. 

Esse valor é calculado com base na cesta básica mais cara entre as 27 capitais. Em janeiro, o maior valor foi registrado em Porto Alegre (R$ 453,67).

A diferença entre o salário mínimo real e o necessário caiu de dezembro para janeiro. No mês anterior, o ideal era que ele fosse de R$ 3.856,23 (4,38 vezes o salário mínimo).
Mínimo de R$ 937

Desde o dia 1º de janeiro entrou em vigor o novo salário mínimo, de R$ 937, que valerá durante 2017.

O aumento de 6,48% sobre os R$ 880,00 de mínimo em 2016 foi feito com base na inflação, segundo o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor).

Segundo o Dieese, 2017 é o primeiro ano em que o salário mínimo não teve aumento real (acima da inflação) desde 2003, início da série registrada pelo departamento.

2 comentários:

  1. boa tarde a todos onde vamos chegar com essa situação quanta roubalheira

    ResponderExcluir
  2. Muiro bom esse blog Parabéns

    ResponderExcluir

ATENÇÃO ! O BLOG É LUGAR DE TROCAR OPINIÕES E NÃO DE TROCA DE OFENSAS. Deixe seu comentário na certeza que sua opinião é muito importante.

NÃO É PERMITIDO FAZER PROPAGANDA DE PRODUTOS, SERVIÇOS, E EMPRÉSTIMOS. VENDA OU COMPRA DE ÓRGÃOS ANUNCIADOS AQUI SERÃO DENUNCIADOS À POLÍCIA FEDERAL.

Ressalvamos o nosso direito de deletar conteúdos debochados, rasteiros, com pregação de ódio, ilegalidades ou ofensivos/injuriosos. A responsabilidade do publicado é do autor do comentário, que poderá ser identificado com ordem judicial pelo IP.

Em alguns momento poderá ocorrer a MODERAÇÃO de comentários.

ACERVO SOU SERVIDOR