O BLOG E VOCÊ - AUDIÊNCIA E PARCERIA

O BLOG E VOCÊ - AUDIÊNCIA E PARCERIA

terça-feira, 1 de setembro de 2015

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL INVESTE CONTRA GREVE DOS SERVIDORES DA SAÚDE DO RIO DE JANEIRO



SINDSPREV É ACIONADO PARA QUE ATENDIMENTO NO INTO VOLTE AO "NORMAL"

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou uma ação civil pública contra o SINDSPREV - Sindicato dos Trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social no Estado do Rio de Janeiro (Sindsprev/RJ) e também contra o Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro (SindEnfRJ). 

O MPF alega querer garantir as atividades essenciais realizadas no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), localizado no CAJÚ, região da Zona Norte do Rio de Janeiro, que não estariam sendo cumpridas. Para o MPF, realizar apenas 30% das CIRURGIAS que são necessárias, vai acarretar sério problema para os pacientes que já aguardam por longo período de tempo em fila imensa, e que já foi inclusive objeto de um acordo com a DIREÇÃO do Hospital no sentido de ser reduzida.

Os servidores da SAÚDE FEDERAL pedem reajuste salarial, redução de carga horária para 30 horas semanais e melhores condições de trabalho. No caso do Into, há uma questão bastante específica, os profissionais que trabalham na Instituição, reivindicam segurança dentro e fora do hospital. Situado em local perigoso, chegar ou sair dos PLANTÕES na UNIDADE, é sempre um RISCO para os SERVIDORES.

O SINDSPREV através de uma de suas diretoras garantiu que não houve suspensão dos serviços ambulatoriais no Into e de outros serviços, conforme a necessidade dos pacientes. “Tudo que significa emergência, risco de vida ou dano permanente ao usuário está sendo mantido em todas as unidades de saúde FEDERAIS do Rio de Janeiro. 

Com informações do Jornal do Brasil


Nenhum comentário:

Postar um comentário

ATENÇÃO !!!! REDOBREM O CUIDADO COM O QUE ESCREVEM E COM OS TERMOS QUE USAM. O BLOG É LUGAR DE TROCAR OPINIÕES E NÃO DE TROCA DE OFENSAS. Deixe seu comentário na certeza de que sua opinião é muito importante. Ressalvamos o nosso direito de deletar conteúdos debochados, rasteiros, com pregação de ódio, ilegalidades, ofensivos ou injuriosos. A responsabilidade pelo que escreve é do autor do comentário, que poderá ser identificado com ordem judicial pelo IP.

ACERVO SOU SERVIDOR

CONEXÃO NOTÍCIAS

CONEXÃO NOTÍCIAS
O SERVIDOR / TRABALHADOR BEM INFORMADO - CLIQUE NA IMAGEM