terça-feira, 21 de julho de 2015

AUMENTO DOS SERVIDORES - GOVERNO FEDERAL MELHORA PROPOSTA APOSTANDO NO REAJUSTE DE BENBEFÍCIOS


E ABRE ESPAÇO PARA RENEGOCIAÇÃO DOS ÍNDICES SALARIAS CASO ELES FIQUEM ABAIXO DA INFLAÇÃO FUTURA. SERVIDORES CONSIDERAM AVANÇO, MAS NÃO ACEITAM PERCENTUAL DE  21,3% NO PERÍODO DE QUATRO ANOS.

Publicado: 21/07/2015 - 11h21

A FALA / PARTE DO GOVERNO

O governo federal apresentou, nesta segunda-feira (20), na mesa de negociação com os representantes dos servidores públicos federais, duas novidades adicionais à proposta de reajuste de 21,3% parcelados em quatro anos, que havia sido apresentada no final de junho.

Em reunião com o Fórum Nacional das Entidades, o secretário de Relações de Trabalho no Serviço Público do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), Sérgio Mendonça, propôs reajustar, com base na inflação dos últimos anos, os três principais benefícios sociais dos servidores públicos. Os valores entrariam em vigor a partir de janeiro de 2016.

Para o auxílio-alimentação e para o plano de saúde suplementar, cujos últimos reajustes ocorreram em 2013, os índices aplicados ficariam em torno de 22,5%, considerando a inflação de 2013 e 2014 e a estimativa para 2015.

Já para o auxílio pré-escolar, conhecido como auxílio-creche, o reajuste levaria em consideração o período inflacionário acumulado desde 1995, o que daria um índice de cerca de 317%. Somados, os três reajustes significariam um impacto anual orçamentário de R$ 1,3 bilhão.

O secretário sugeriu também a adoção de uma cláusula de revisão na proposta de reajuste plurianual (quatro anos), para preservar o poder aquisitivo. “Se errarmos na previsão de inflação futura, estamos dispostos a sentar novamente à mesa e renegociar o acordo”, esclareceu.

Para Mendonça, o conjunto apresentado é uma proposta “razoável e coerente”. Segundo o secretário, é preciso levar em conta que a negociação envolve uma categoria de trabalhadores que tem estabilidade no emprego em um momento em que o país atravessa dificuldades econômicas e com ganho acima da inflação, considerado o período entre 2003 e 2015.

FALA / PARTE DOS SERVIDORES

Para o secretário-geral da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), Sergio Ronaldo da Silva, o avanço foi muito aquém do que os servidores gostariam. "O governo manteve a posição dele", diz. "Não tem acordo com o prazo de quatro anos, não vamos colocar essa amarra na categoria, os exemplos de 2012 foram muito ruins com relação ao reajuste de três anos, tivemos perdas". 
Fonte - PORTAL EBC

NOSSA OPINIÃO

Os SERVIDORES mantiveram o INDICATIVO DE GREVE GERAL para o próximo dia 27/07/2015, mas, um acordo pode ficar próximo de ser fechado, caso o governo reduza em um ano - 2016 a 2018 - o período dos reajustes pré-determinados, mantenha a cláusula de REnegociação ANO A ANO, caso a INFLAÇÃO supere os percentuais estimados, mantenha o reajuste oferecido para os benefícios (Saúde - Alimentação - Creche) e melhore o PERCENTUAL  total de 21,3%, ainda que não chegue aos 27% pedidos pelos SERVIDORES.

A NEGOCIAÇÃO CONTINUA - A MOBILIZAÇÃO SE INTENSIFICA

O governo federal tem até o dia 21 de agosto para enviar ao Congresso Nacional os projetos de lei que resultarem dos acordos. A partir de HOJE - 21/07, 
o secretário do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), Sérgio Mendonça,
 se reúne com cada categoria individualmente. Os encontros VÃO ENTRAR PELO MÊS DE AGOSTO, e os primeiros a serem recebidos são os SERVIDORES do INSS, 

As entidades que compõem o Fórum agendaram para AMANHÃ - quarta-feira 22/07 a Marcha a Brasília, visando fazer pressão sobre o GOVERNO FEDERAL. CINCO MIL SERVIDORES / MANIFESTANTES são esperados na capital federal.

Um comentário:

  1. Não para essa proposta absurda de amarrar a categoria por vários anos. http://www.servidorfederal.com/2014/02/portaria-traz-valores-maiores-para.html o aumento dos benefícios estão previstos desde 2013. O governo está dizendo o quanto se preocupa com a PÁTRIA EDUCADORA.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário na certeza de que sua opinião é muito importante. Ressalvamos o nosso direito de deletar conteúdos debochados, rasteiros, com pregação de ódio, ilegalidades, ofensivos ou injuriosos. A responsabilidade pelo que escreve é do autor do comentário, que poderá ser identificado com ordem judicial pelo IP.

ACERVO SOU SERVIDOR

CONEXÃO NOTÍCIAS

CONEXÃO NOTÍCIAS
O SERVIDOR / TRABALHADOR BEM INFORMADO - CLIQUE NA IMAGEM